Créditos: GNU/Octave

Alternativas ao MATLAB #1 – GNU/Octave

Algumas vezes publicamos alternativas para programas ou ferramentas utilizadas na engenharia para quem não pode, ou não está a fim de, gastar os valores cobrados por quem os distribui. Já comentamos sobre o Solver do Microsoft Excel, o Maple e o Microsoft Visio. Hoje começaremos uma série de artigos sobre um programa considerado referência em vários ramos da Engenharia e algumas Exatas: o MATLAB®.

O MATLAB® (do acrônimo MATrix LABoratory) é atualmente desenvolvido pela The Mathworks, Inc. e lida nativamente com manipulação de matrizes e criação de gráficos, o que facilita a codificação de problemas de álgebra linear em relação a outras linguagens como Fortran, C/C++ ou Java. Porém, é sabido que o custo de uma licença de uso é proibitivo para a maioria dos estudantes e empresas. Uma cópia para estudantes da versão mais recente no dia que escrevo (a R2013a) sai por 89 Obamas, isso se você não depender de alguma funcionalidade adicional que sai a 26 Obamas cada.

Mas saiba que há algumas alternativas grátis/livres sim, são coisas diferentes para o MATLAB®. Algumas que tentam manter uma máxima compatibilidade, outras preferem implementar suas próprias funções, e outras no estilo DIY. Ao longo dessas semanas apresentarei algumas delas,  expondo as suas vantagens, desvantagens e o que se pode fazer com cada uma delas.

Hoje apresento a ferramenta GNU/Octave. Vamos lá?

A ferramenta

Créditos: GNU/Octave
Créditos: GNU/Octave

O GNU/Octave é um software livre, participante do projeto GNU, o qual é utilizado para solução de diversos problemas numéricos lineares e não lineares. A versão 1.0 foi lançada por John Eaton em Fev/1994 e hoje ele se encontra na versão 3.8, lançada no réveillon de 2013. Uma curiosidade: o nome do software se deve ao professor Octave Levenspiel, o qual foi professor de Eaton na Universidade de Oregon.

O GNU/Octave pode ser encontrado no seu site oficial, e possui versões para GNU/Linux, FreeBSD, OpenBSD, MacOS X e Windows. Para instalar no GNU/Linux e nos sistemas BSD utilize o gerenciador de pacotes da sua distribuição. Por exemplo, no Ubuntu basta ir na Central de Aplicativos e procurar por “octave”, ou digitar o comando no Terminal:

sudo apt-get install octave

Para MacOS X, basta seguir as instruções deste wiki, e para Windows recomendo o download de um instalador, ou seguir as informações deste wiki.

O software, além de ser livre de custos, edita nativamente os arquivos do MATLAB® (ou M-Files) além de possuir boa compatibilidade com os seus comandos, sendo que uma rotina bem escrita em M-Code (ou linguagem MATLAB®) deverá rodar sem maiores percalços no GNU/Octave.

Na próxima página temos uma análise resumida do GNU/Octave.

Deixe uma resposta